Resenha #8 - O Menino Que Perdeu a Magia - Celly Borges

| |

Venho hoje aqui com uma missão muito difícil, que é a de resenhar um livro maravilhoso que eu li e me fez querer voltar a ser criança;

Essa resenha eu pretendia postar ainda para o mês de abril do Desafio Literário, mas não consegui. Então, aqui está ela.

Título: O Menino Que Perdeu a Magia
Autora: Celly Borges
Revisão: Bia Machado
Ilustrações (capa e internas): Carolina Mancini
Editora: Fantas
Páginas: 128

Sinopse: A história que vou contar me foi contada. Ela é repleta de sonhos e seres fantásticos. É sobre um homem chamando senhor Conrad, mas começa quando ele ainda nem havia recebido o título de "senhor" e foi horrivelmente obrigado a abandonar a sua magia, os seus sonhos. Ou assim acreditavam as pessoas que já haviam perdido as suas magias. Começa assim: Daniel Conrad era feliz e apreciava sua infância...




É realmente difícil começar essa resenha. Pois então, vou começar pelo começo. O Menino Que Perdeu a Magia é um livro infanto juvenil escrito pela escritora e amiga que conheci no grupo do Livro Viajante, Celly Borges. A Celly, além desse livro, possui contos publicados nos livros de fantasia Autores Fantásticos (ed. Argonautas) e Mundo de Fantas (Ed. Fantas), na antologia de terror e humor Terrir, escreveu contos de horror para Insanas... elas matam!, Le Monde Bizarre - O Circo dos Horrores, Nevermore - Contos Inspirados em Edgar Alan Poe, e publicou o eBook Barbara está morta e outros contos de horror que você pode encontrar na Amazon (Aqui) - todos pela editora Estronho. Também é autora do livro infantil Em busca do arco-íris de sonhos sob o nome Gisele Borges. (Todas essas informações foram retiradas da orelhinha do livro) 

O Menino que Perdeu a Magia conta a história de Daniel, um menino de 9 anos que vivia em uma casa grande e cheia de luxo, seus pais eram absurdamente ricos. Entretanto, seus pais tinham todos os conceitos errados, achavam que Daniel não precisava de carinho, que o dinheiro comprava tudo e também não permitiam que Daniel tivesse amigo, pois se achavam superiores demais para terem amigos. 

"Os pais de Daniel eram tortos, não fisicamente, mas na forma de agir. Tinham valores errados. Viver no luxo, então, era indispensável. Enquanto ver as pessoas felizes por um gesto de carinho de sua parte era totalmente inútil, dispensável." (pg. 14)

Apesar dos pais que tinha, Daniel era um menino bom, mas sozinho. Os únicos amigos que tinha eram os empregados, dona Rosinha, a empregada, e João, o motorista. Na escola ele também não tinha amigos, pois ele era muito tímido e não falava com ninguém, apenas sua professora gostava de sentar no recreio com ele e conversar.

No entanto, ele se achava um menino feliz, apesar de não saber muito bem o que era felicidade. Podia brincar um pouco com seus brinquedos caros e tinha um tesouro: o único livro que ele tinha, que já lera e relera diversas vezes. Presente da Dona Rosinha, obviamente, já que seus pais achavam que ter livros era perda de tempo e dinheiro.

Um dia, Daniel chega em casa e descobre que o seu pai perdeu tudo, estavam falidos. Logo eles tiveram que se mudar daquela casa enorme e cheia de luxo, e foram para uma vila onde só existia prédios velhos e mofados.

E é aí, caro leitor, que tudo muda na vida de Daniel. E é aqui que eu também vou parar, pois não quero soltar spoiler, mas posso dizer que é aqui que o livro fica realmente bom. Daniel passa a viver em um mundo completamente diferente e viver coisas que nunca pôde viver, e mais importante, ele passa a ter coisas que nunca teve antes, mesmo com toda a riqueza em que vivia.

Entretanto, ao crescer, ele teve que tomar decisões difíceis e abandonar o que acreditava.

O Menino Que Perdeu a Magia é um livro lindo, não falo só porque ele tem ilustrações incríveis não, a história é linda. Mostra a importância de sonhar, de acreditar nos sonhos e nunca deixar eles morrerem. Acreditar em sua magia interior.

"O sonho é a nossa magia! É o que cada um tem e deveria cultivar durante toda a vida, para conseguir realizar e ser feliz para sempre."  (pg. 7)

Admito, sem vergonha nenhuma, que esse livro me fez chorar. É impossível não se sensibilizar com o vida de Daniel, primeiro devido a crueldade dos pais para com ele, e depois quando ele perde a sua magia. 

O livro é escrito para crianças, aliás, eu me senti uma lendo. O narrador fala com nós leitores se referindo às crianças. Então, eu me senti uma. E isso foi muito bom. Entretanto, eu acho que ele é um livro que pode e deve ser lido em todas as idades. Mais do que ensinar às crianças que elas devem sonhar e acreditar que o sonho é a nossa magia, ele mostra que não devemos nos tornar aqueles adultos "bobos", que fazem o que os outros acham que deve ser feito e que são o que não são. Também mostra que é possível sim crescer, e continuar tendo sua magia.

"Quer dizer, mesmo se acreditarmos nos sonhos, um dia nos tornamos adultos, é natural, mas o que nos diferencia é que quem acredita e tem sonhos vive feliz, vendo o fantástico acontecer diante dos seus olhos e acha aquilo normal, mas nunca deixa de perceber essa beleza. Já quem não acredita nunca vê nada além do concreto - e não falo somente das construções feias que invadem a Natureza, mas de qualquer bem material que a pessoa se veja presa a ele e nunca consiga deixá-lo por um tempo para fazer algo agradável, como ver o pôr do sol numa bela praia."  (pg. 101)

A narrativa do livro é super fluida, ele é super curtinho e rápido de ser lido. Os personagens são maravilhosos, tirando os pais de Daniel, claro. A diagramação do livro está muito bonita e a revisão está muito bem feita. Não encontrei erros, mas se tiver algum, não atrapalha em nada o andar da narrativa.

O livro é cheio de ilustrações maravilhosas feitas pela Caroline Mancine e que completam magnificamente o livro. 


Algumas das ilustrações maravilhosas

Por fim, recomendo esse livro a todos que se esqueceram um pouco de sonhar e quem retomar a magia dentro de si. E a todas as crianças também, que nunca deixem de sonhar. Aliás, eu recomendo a todos aqueles que querem sempre ser uma criança. 

Minha vontade quando terminei de ler esse livro foi pegar uma criança e ler a história para ela. 

Quem quiser comprar o livro, a compra é feita na página que eu coloquei lá em cima o link e pode pedir o livro autografado. O meu, como eu comprei na pré-venda, veio um kit fofo.




A autora também tem um blog para quem se interessar em ler mais do que ela escreve: Mundo de Fantas

E eu definitivamente quero ir tomar um um café com bolachas com a bruxa de Fantas.

Espero que a resenha tenha ficado boa, obviamente eu tinha muito mais a falar e muitos mais quotes a adicionar, mas se eu quisesse falar tudo, eu ia ficar aqui a noite toda e a postagem ia ficar gigante. Espero que outras pessoas leiam esse livro super fofo. Aproveito a oportunidade para pedir desculpas a Celly se a resenha não tiver ficado muito boa.

                                                     






Beijinhos,















9 comentários:

  1. Nossa, que ilustrações lindas *o*. Eu adoro livros que falam de sonhos e a falta deles, de uma forma mais doce, voltada para o público infantil. Nos faz repensar a realidade, mas não daquela forma dos jornais, mas de uma forma literaria, que talvez consiga sensibilizar muito mais. Boas leituras!
    http://leituraassidua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mylane. Obrigadinha pela visita!!

      Esse livro fala justamente disso, de acreditar nos sonhos, não abandoná-los e se tornar aquilo que você não é, e viver do jeito que as outras pessoas acham que você deve viver. É um livro doce, que passa isso com suavidade.

      As ilustrações são uma beleza a parte, são todas muito bonitas, essas foram apenas duas, mas ao longo do livro tem várias, uma mais bonita do que a outra.

      Beijinhos!!

      Excluir
  2. Nooooossa! Amei a resenha! Que lindas suas palavras. Me emocionei aqui. Fico tão feliz por você ter curtido, Rafa. Obrigada mesmo, ficou perfeita. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Celly *-*
      Fico muito feliz por ter gostado, porque eu amei demais o livro!! ;)

      Beijinhoos =)

      Excluir
  3. Adorei a resenha. Muito linda e bem explicada. Dá vontade de ler o livro novamente.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!! Dá muita vontade de fechar o livro e começar a ler de novo *-*

      Obrigadinha pela visita,
      Beijos!!

      Excluir
  4. Oi Rafaella, tudo bem?

    Poxa, eu estava enganada sobre esse livro... lendo sua resenha agora, posso dizer que fiquei sim com vontade de conhecer a história! *-*
    Eu adoro livros desse gênero e esse parece ser exatamente do tipo que eu gosto, uma história leve e com bons ensinamentos. Adorei!

    Beijos. =)
    http://pausaparaoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Bruna!! :)

      Ah, fico feliz em saber que minha resenha mudou sua opinião em relação ao livro... as vezes é difícil mesmo avaliar um livro apenas pela sinopse, e até porque a sinopse dele não é exatamente esclarecedora. Espero que você leia sim, é leve e com bons ensinamentos sim, e acho que deve ser lido por pessoas de todas as idades.

      Beijinhos,
      Rafa

      Excluir
  5. Oi Rafaella!
    Te indiquei para uma tag!
    http://obsessivejerk.blogspot.com.br/2014/05/tag-feiticos-de-harry-potter.html

    Quando fizer me mostra o resultado!
    Beijinho

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...